A propósito, que dia lindo, hein?


Aos meus 16 anos nasceu a vontade de morar em Lençóis, na Chapada Diamantina, mas sempre me via diante de barreiras e desvios que tornavam difícil seguir por esse caminho... e assim 22 anos se passaram.

Nos últimos meses de 2016, comecei a sentir que precisava mudar algo e que a chegada de um novo ano poderia ser o momento ideal.  Pesquisei sobre o novo ano que viria e vi que  2017 inicia o ciclo 1, proporcionando tomadas de decisões, novas experiências, fins, inícios, transformação. É ano de energia ariana e no horóscopo chinês é o ano do galo, que caracteriza pessoas de coragem. Li também que o ano só será favorável a quem estiver nesse movimento, contrario à estagnação.

Acho importante ficar atento aos sinais que aparecem diante de nós, como a alteração na saúde, no humor, nas nossas reações, na quantidade de vezes que nos entristecemos ou nos irritamos, nas pessoas e situações que encontramos no caminho... são ruídos querendo sinalizar a necessidade de mudança, de ir, transformar, desapegar, fazer a roda girar, finalizar uma temporada.

No início do ano senti uma emoção bem forte e a minha primeira reação foi querer controlá-la. Como era instintivo, sem razão alguma, fui procurar entender essa mania de autocontrole que tenho. Sabendo que a lua representa nossas emoções, tirei da gaveta o meu mapa astral e me deparei com minha lua em capricórnio, onde a contenção das emoções é a regra. Desde então resolvi ficar atenta e me comprometi em deixar fluir o que eu sinto, sem julgamento, medo, expectativa, só aceitando, curtindo ou chorando,  deixando vir, deixando ir...

Pessoas próximas a mim estão passando por finais doloridos, sendo forçadas à recomeçar. Quando chegamos nesse ponto é tudo muito triste e abala todos em volta.  Ao saber da energia desse novo ano, vejo um sentido maior, sinalizando que muitas vezes é mais fácil iniciar nossa própria mudança antes que a vida impunha essa transformação através da dor.

Os sinais estavam ali, eu precisava tomar uma decisão, mas qual seria? Poderia mudar de trabalho, casa, cidade, relacionamento... Por sincronia da vida, o caminho mais favorável seria mudar de cidade e ir morar em Lençóis. Veio o frio na barriga e a voz no ouvido “ Então, está decidido!?” Sim, ali foi decido.

Conversei com meus filhos; Ben de 8 anos e Ananda de 18 e me entreguei ao fluxo dos acontecimentos. Estava feliz pois sairíamos de uma capital com uma população de quase 3 milhões para uma cidadezinha, cercada de montanhas, rios e cachoeiras, com pouco mais de 10 mil habitantes. Com ajuda da minha mãe, a magia se fez e, em apenas 10 dias, já tinha alugado e entregue as chaves do apartamento em Salvador, alugado e feito toda mudança para a nova casa e matriculado Ben na escola.  Senti uma gratidão imensa por meu desejo está conectado com a natureza do ano UM, que me impulsionou, atendendo cada necessidade dessa mudança.    

Hoje é um lindo dia de chuva. Estamos aqui ouvindo a sinfonia dos sapos, que agradecem por tanta água. Os rios encheram, a água limpou a cidade, subiu o cheiro de terra molhada,  as cachoeiras estão lindas e uma lista sem fim de coisas boas acontecem... A gratidão pela chuva é coletiva na cidade; de pessoas, plantas e animais. 

Agora há pouco tivemos a visita de um sapo, que viu a porta aberta e foi adentrando... Nos contos, o sapo está ligado a magia e encanto e encontrar um dentro de casa é sinal de transformação. Que assim seja! 

Em março de 2017 fiz 39 anos e realizei, de uma hora pra outra, um sonho de menina. É a vida que segue.

Abaixo coloquei alguns links sobre a energia do ano 2017, que podem inspirar ou trazer mais confiança em períodos de mudança:

·      2017 ano universal 1(um)

·      2017, ano 10 na Cabala

·      Horóscopo Chinês 2017 - O ano do Galo de fogo

*Monique Ferrari é mãe de dois filhos, trabalha com produção cultural e há quatro anos tem buscado uma conexão com essência da vida através de estudos e práticas holísticas, que veem o corpo, a mente e emoções como ferramentas da alma, na missão de vivenciar o Amor: o Amor que confia à Criação, o Amor que está muito além do que julgamos bom ou ruim, certo ou errado, vida ou morte.

 

Comment